sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Comida boa para diabéticos: Deliciosas ameixas

Eu adoro ameixas. Boa para comer na hora de refeições intermediárias pois não possui muitas calorias..Compro sempre algumas.

Fonte:"Plum on tree02" por Taken byfir0002 | flagstaffotos.com.auCanon 20D + Tamron 28-75mm f/2.8 - Obra do próprio. Licenciado sob GFDL 1.2, via Wikimedia Commons - https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Plum_on_tree02.jpg#mediaviewer/File:Plum_on_tree02.jpg

Faz muito bem para a saúde!!!
Graças ao seu conteúdo em fibra (especialmente pectina), carboidratos, magnésio, sódio e potássio, a ameixa é laxativa, recomendada contra a prisão de ventre obstinada.
Médicos afirmam que a ameixa fresca é um magnífico agente terapêutico contra as enfermidades causadas pelos ácidos e associadas às hiperlipidemias, principalmente pelo ácido úrico, tais como o reumatismo, a artrite, a gota; a arteriosclerose, a nefrite etc; ácidos e/ou gorduras originados por uma alimentação excessiva, à base de proteínas, gorduras saturadas e colesterol.
A ameixa fresca é indicada contra as hemorroidas e a hipocondria.
Sendo diurética, recomenda-se contra as afecções de caráter inflamatório das vias urinárias. É, ainda "desobstruente" do fígado, "depurativa" do sangue e "desintoxicante" do aparelho digestivo, pelo que se emprega com êxito nas afecções febris do estômago e do intestino. Também costuma ser empregada no tratamento das afecções das vias respiratórias (anginas, catarros etc.).
Segundo o Jornal O Globo nas sessão Ciência e Saúde as ameixas e outra frutas parecidas são ótimas para o ajudar no controle do diabetes tipo 2 e de doenças cárdio-vasculares.

Segundo a reportagem "Frutas com caroço como pêssego, ameixa e nectarina contêm compostos bioativos capazes de combater a chamada "síndrome metabólica", doença que altera as taxas de glicose, triglicérides, colesterol, pressão e peso, conclui um estudo feito na Universidade Texas A&M, nos EUA.Os resultados serão apresentados à Sociedade Americana de Química em agosto, na Filadélfia.Segundo o cientista de alimentos Luis Cisneros-Zevallos, do centro de pesquisas AgriLife da universidade, essas frutas apresentam compostos fenólicos, antioxidantes que agem contra inflamações, diabetes tipo 2 – relacionada à obesidade – e doenças cardiovasculares." para saber mais.

Veja uma tabela de valores nutritivos da ameixa


segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Dia de exames

Depois que fiquei diabética fazer exames é uma rotina. Minha endo pediu novamente para repetir 16 exames. Espero que tudo continue indo bem.
Voltei à rotina de exercícios físicos: ioga  e  Pilates duas vezes por semana e dança do ventre aos sábados. 

Semana passada foi a primeira semana do retorno. Confesso que fiquei um pouco cansada. Mas vale a pena!.

Delícia: Misturar um pouco de gelatina diet com meia colher de leite condensado também  diet.  Gostei muito para um lanchinho e mata o desejo por coisas doces. 

Por que fui falar em doce?
Não posso me esquecer que estou fazendo jejum de 12 horas para ir ao laboratório colher sangue. Espero que o exame de hemoglobina glicada esteja melhor desta vez.. 
Logo que descobri que estava diabética o resultado foi 16% , num segundo exame caiu para 10%. Espero que agora esteja mais baixo ainda. 

Antes de saber que estava diabética, meu cabelo tinha caído muito. Agora está nascendo mais forte.

Notícia boa: Meu teste de hemoglobina glicada deu 6,3%
Muito bom para quem há 6 meses estava com 16%. Sinal que as coisas estão dando certo neste momento.
Que é hemoglobina glicada?
 Segundo a Wikepedia,  hemoglobina Glicada, também abreviada como Hb A1c, é uma forma de hemoglobina presente naturalmente nos eritrócitos humanos que é útil na identificação de altos níveis de glicémia durante períodos prolongados. Este tipo de hemoglobina é formada a partir de reacções não enzimáticas entre a hemoglobina e a glucose. Quanto maior a exposição da hemoglobina a concentrações elevadas de glucose no sangue, maior é a formação dessa hemoglobina glicada.
A tabela abaixo é uma interpretação dos resultdos do exame:
HbA1c (%)Glicémia média (mmol/L)Glicémia média (mg/dL)
54.580
66.7120
78.3150
810.0180
911.6210
1013.3240
1115.0270
1216.7300
     Fonte: wikipédia


Observação: as informações apresentadas neste blog são meras informações, não substituem a opinião de seu médico. Não deixe de seguir as prescrições  de seu médico e tomar de forma consciente sua medicação. O sucesso do tratamento está presa a uma rotina que deve ser observada com critério e cuidados.


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Good foods for diabetics: okra

Good foods for diabetics: okra
Since I was diabetic, began researching foods that may assist in treatment. I do not believe in miracle cures, but I believe a number of favorable actions such as treatment adherence, healthy eating, exercise and more or less balanced emotions (balanced find it hard to relax me laughing !!!!) contribute to improve the picture .
So try to eat foods that one way or another can contribute to my well being.
One such food is okra. I love okra with ground beef, chicken, okra with chayote, okra with polenta.
What benefits can bring okra?
In the wikipedia entry we find the following information:

healing properties
According to the literature and several scientific studies, okra is a food:
antiulcer;
anticancer, reduces heart attacks, lowers blood cholesterol, relieve intestinal disorders, inflammation of the colon, diverticulitis and stomach ulcers;
acid neutralizer, lubricant intestinal tract, facilitates improvement of burns, psoriasis and soothes poisoning and can be used to treat inflammation in the lungs, irritable bowel syndrome and sore throat.
Influence on diabetes
Studies in mice published in 2011 and 2012 showed that okra intake regulates gene expression in order to favor the control of diabetes, as well as significantly reduce the glucose levels in the blood.
In November 2013, the Brazilian press reported the beneficial effects of okra consumption also in humans, which may eventually come to replace the insulin. After scientific research, okra can be confirmed as the main form of treatment for diabetics.
Well, we should not replace medical treatment without its directions. But for those who like okra, is to join business with pleasure.
Every week I like okra !!!

Alimentos bons para diabéticos: quiabo

Desde que fiquei diabética, comecei a pesquisar alimentos que possam auxiliar no tratamento. Não acredito em curas milagrosas, mas acredito que uma série de ações favoráveis como adesão ao tratamento, uma alimentação saudável, exercícios físicos e emoções mais ou menos equilibradas ( equilibradas acho difícil!!!! rindo para me descontrair) contribuem para que o quadro melhore.
Assim procuro comer alimentos que de uma forma ou outra possam contribuir para meu bem estar.
Um desses alimento é o quiabo. Adoro quiabo com carne moída, com frango, quiabo com chuchu, quiabo com angu.
Que benefícios pode trazer o quiabo?
No verbete da wikipedia encontramos as seguintes informações:

Propriedades curativas

De acordo com a literatura e diversas pesquisas científicas, o quiabo é um alimento:
  • antiúlceras;
  • anticancerígeno, reduz ataques cardíacos, diminui o colesterol sanguíneo, alivia desordens intestinais, inflamações no cólondiverticulite e úlceras estomacais;
  • neutralizador de ácidos, lubrificante do trato intestinal, auxilia na melhora de queimaduras, acalma psoríase e envenenamento e pode ser utilizado no tratamento de inflamações nos pulmões, síndrome do intestino irritável e dores de garganta.

Influência no diabetes

Estudos realizados em camundongos publicados em 2011 e 2012 mostraram que a ingestão de quiabo regula a expressão gênica de maneira a favorecer o controle do diabetes, além de reduzir de maneira significativa as taxas de glicose no sangue.
Em novembro de 2013, a imprensa brasileira divulgou os efeitos benéficos do consumo do quiabo também em seres humanos, podendo este chegar eventualmente até a substituir a insulina. Após investigações científicas, o quiabo poderá se confirmar como a principal forma de tratamento para os diabéticos.
Bem, não devemos substituir o tratamento médico sem as recomendações do mesmo. Mas para quem gosta de quiabo, é juntar o útil ao agradável. 
Toda semana eu como quiabo!!!
Prenúncio de muitas delícias!!!

A wikipedia ainda informa que:o quiabo possui boas qualidades nutricionais:

Segundo Balbach, Alfons, As Hortaliças na Medicina Doméstica, A Edificação no Lar, em 100 gramas de quiabo estão agrupados:
850 U.I. de vitamina A; 130 mcg de vitamina B1 (Tiamina); 75 mcg de vitamina B2 (riboflavina); 0,70 mg ou de vitamina B3 (niacina) ou de vitamina B5 (ácido pantoténico) — não especificado devido à incongruência da fonte — e 25,80 mg de vitamina C (ácido ascórbico). Além disso, contém 40,00 quilocalorias (em 100 gramas); 89,60% de água; 7,40 % de hidratos de carbono; 1,80% de proteínas; 0,20% de gorduras e 1,00% de sais.
Se, por um lado, a vitamina A exerce as funções já mencionadas, além de proteger o fígado, a vitamina B1 é decisiva para o bom funcionamento do sistema nervoso, a vitamina B2 é importante para o crescimento, principalmente na adolescência, segundo Schneider, Ernest, A Cura e a Saúde pelos Alimentos, Casa Publicadora Brasileira.
Fruto de fácil digestão, é recomendado para pessoas que sofrem de problemas digestivos, sendo eficaz contra infecções dos intestinosbexiga e rins.

:


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Histórias de comidas diet : cocada

A maior tristeza que senti ao ficar diabética foi a ideia de que não poderia comer doces. Sou da família Afonso e como dizem meus parentes: afonsos são formigas doceiras. Passado o susto, a situação não era tão feia como me pareceu ao início.

No mundo há solução para quase tudo, só não há para morte. Então mudei minhas visitas às prateleiras de supermercados. Agora visito as prateleiras de produtos diets e vejo um número grande de opções de doces e biscoitos. Um mundo de guloseimas tentadoras e não tão proibidas.

Minha filha, hoje, trouxe-me uma cocada deliciosa. Gostaria de deixar registrado aqui o produto. Gostei muito. Aliás quase todos da casa gostaram, As coisas diets andam fazendo  sucesso com todos aqui.


A cocada que ganhei. Delícia!!!


Vai garantir um momentos doces na minha vida esta semana. Começo a descobrir que existem outros sabores que podem me manter saudável e feliz.
Um desses sabores foi a batata Yakon na salada. Não passo um dia sem comê-la e todos já aderiram a ela. Geladinha, crocante e sumarenta - uma boa pedida para os dias de verão.


quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Diabete ou diabetes

Fiquei diabética. Mal entrei nesse mundo e a palavra já começou a dar trabalho. Diabete ou diabetes? A busca no vocabulário da Academia Brasileira de Letras diz que as duas formas são corretas. Palavra de dois gêneros, então posso escrevê-la tanto a diabete quanto o diabetes e assim por diante. Gosto mais de diabete, diabetes pareceu-me meio pedante. 
Eu andava desconfiada de que alguma coisa não ia bem. Muita sede, vista um pouco turva e emagrecimento muito rápido. Mas a gente vai enrolando o tempo e a saúde e se envolve com o trabalho. Um dia descobre que está em um de seus limites: a glicose andou pela casa dos 580. Uma noite na urgência da UNIMED. Uma dificuldade para baixar para índices aceitáveis. Um susto e tanto. Saí do hospital com medicação de urgência, direto para o uso de insulina. Foi tempo de aprender tudo rápido. Aprender a medir a glicose em um aparelho, A melhor forma de picar o dedo e obter a famosa gotinha de sangue e esperar com uma certa ansiedade o resultado. Comecei a ler tudo que falasse de diabetes. E a dieta? Adoro doces. Nunca mais poderia comer um pedacinho de doce? E as consequências do diabete? Fiquei um tantinho sem chão. Nos primeiros dias não queria comentar com ninguém, mas com o passar dos dias saí da casca e comecei a falar do problema. Aí descobri um tanto de pessoas com o mesmo problema. Pessoas que estão no meu trabalho, pessoas que são pais de amigos mais novos e assim vai. É importante conversar. trocar informações e ter um apoio. Comecei a sair da casca. Enquanto espero a consulta com um endocrinologista que será amanhã, tentei organizar minha vida para que não ficasse muito ruim. Já praticava exercícios físicos, intensifiquei a dose. Organizei um cardápio com informações encontradas na internet. Assim descobri que o exercício físico é fundamental para baixar o nível glicêmico. Faço ioga e pilates duas vezes por semana cada e caminho na esteira todos os dias, bem, quase todos os dias. 
As medidas estão bem melhores. Não passam além da casa do 100. Não sei se é o suficiente, vou descobrir hoje com a consulta. Os exames que estou levando são da época em que tudo estava muito descontrolado, mas vou ter a boa notícia de que não está mais assim. 

Procuro colocar na alimentação bastante verduras e alimentos integrais. Vou descobrindo novos sabores. Farinha de aveia misturada ao iogurte zero açúcar. Maçã assada com canela no microondas. Delícia! Banana cozida e polvilhada com canela e farinha de coco sem açúcar. 

Adoro comer uma ou duas castanhas de manhã para ajudar o bom colesterol. 
Dizem que o stress não é bom para a glicose. Vamos tentar levar a vida de forma mais light. 
Bem vou contar histórias aqui. Uma nova vida!

sábado, 21 de junho de 2014

A criança dentro de nós

Miniaturas de casinhas de bonecas para manter viva a criança que há dentro de nós e fazer sonhar quem ainda é criança